FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO

Empresários e prefeitos gaúchos estimam prejuízos causados pelas chuvas intensas

Compartilhe essa publicação:

Crédito/Foto: Reprodução TV Câmara-Câmara dos Deputados

Assunto foi discutido em audiência pública na Câmara dos Deputados na quarta-feira

O turismo foi um dos setores da economia mais atingidos pelas tragédias que marcaram o Rio Grande do Sul entre os meses de maio e junho deste ano. As enchentes em mais de 90% dos municípios gaúchos destruíram também pontos turísticos históricos e destinos tradicionalmente procurados por milhões de visitantes todos os anos. Só nas cidades de Gramado e Canelas, o prejuízo para quem vive do turismo chegou a R$ 500 milhões nos dois meses.

Esses e outros dados foram apresentados por empresários e prefeitos gaúchos em audiência pública realizada pela Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados na quarta-feira (3).

“Esse ecossistema que foi construído há muitas décadas por pequenos, por famílias, corre um sério risco até de sumir [essas empresas]”, disse o diretor do Grupo Somos RS (grupo de empresários gaúchos que trabalha pela recuperação econômica do estado), Thomas Fontana.

O deputado Daniel Trzeciak (PSDB-RS), um dos que pediram a realização da audiência, destacou a cobrança dos prefeitos gaúchos para a liberação desses recursos.

Ele disse que os municípios pequenos precisam do dinheiro do Fundo de Participação dos Municípios para se reerguerem. “[Precisam] também da recomposição do ICMS, porque senão a gente não tá falando de dinheiro novo. O que os prefeitos e os municípios precisam é de recursos para que obviamente a vida possa voltar ao normal o mais rápido possível.”

Da Redação – ND

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Scroll to Top